domingo, 4 de abril de 2010

Juntos!

No primeiro dia que o Alexandre dormiu aqui, ficamos juntos conversando, abraçados, nos beijando. Da minha casa, fomos para a faculdade.
Na sala de aula, sentamos nos mesmos lugares de antes, ele com o Natan e sua turma, e eu com as minhas amigas, inclusive com a Flávia, mas já tinha combinado de não ter comentários sobre o que aconteceu em casa. Mas eu e ele, passamos as aulas inteiras trocando olhares.
Na saída, ele disse que tinha um compromisso com os amigos, e ia passar na republica onde morava e depois ia pra minha casa me ver, ele até me convidou para ir junto, mas se estávamos tentando não dar a entender que estávamos juntos, o melhor era manter certa distancia.
Eu fui pra casa sozinha, pois a Flávia resolveu ir para a biblioteca, quando eu passei pelo portão B do campus, ele estava lá, me puxou como tinha feito na festa, me deu um beijo, aquele beijo escondido, com gosto de quero mais, que faz a adrenalina correr por todas as veias do corpo. E eu achando que a conversa na saída do prédio era a despedida... Que ingenuidade a minha! Depois do beijo, ele sorriu, disse que eu ficava com um rosto mais lindo ainda depois do beijo, eu ri também. Ele saiu, já devia estar atrasado, e foi para o compromisso dele.
Eu fui pra casa andando nas nuvens, e logo que a Flávia chegou, contei tudo a ela, e ela ficava repetindo que isso ainda daria em casamento, mas eu não respondia.
Sempre sonhava, desde criança, que me casaria com o Pedro, sei que era um sonho infantil, mas eu, de vez em quando, me pegava pensando nele ou relembrando os momentos juntos, mas desde quando terminamos o namoro, eu não tive mais noticias dele, não sabia se tinha entrado na faculdade como eram os nossos planos, se estava casado, solteiro, feliz. Mal sabia eu que ele estava mais perto do que eu podia imaginar. Mas isso é outro assunto...
Voltando ao Alexandre...
Cheguei em casa, fiquei um pouco com as meninas, tomei um banho bem demorado e fui para o meu quarto. Tinha um trabalho para terminar e já estava com ele atrasado. Depois de terminá-lo, parei para ler e tentar corrigir o que tinha de errado, mas peguei no sono em cima de tudo.
Quando acordei, o Alexandre estava no meu quarto, sentado no chão, fazendo carinho em mim. Perguntei quanto tempo ele estava ali, ele me respondeu que há bastante tempo.
Me joguei em cima dele, enchendo ele de beijos, rimos muito e nos olhamos muito, eu estava em cima dele quando me pediu para sair de cima, rindo, eu perguntei o porquê deveria sair, e a resposta veio bem rápida, porque se continuássemos assim, ele não responderia pelos atos, afinal eu estava vestida com uma camisola.
Resolvemos assistir um filme e ele me ajudou com a revisão do trabalho, quando já estava bem tarde, ele disse que tinha que ir embora, mas eu não deixei, disse para ele ficar e dormir aqui.
Dessa vez, ele dormiu no meu quarto.

6 comentários:

luciana disse...

isso é uma historia ou sua vida mesmo? se for vc é bem corajosa de escrever isso na net, eu nao faria isso nunca.

#Marcelo disse...

OMG! Que vida é essa em !?!

Naty Araújo disse...

Isso é um conto?
Gostei da história... tbm sigo seu blog.

Beijos.

Bruno disse...

tah otimo a historia continua. rumo aos 1000 seguidores e ao livro

Little Becker disse...

uau qe legal *-* muito loco hein..

O Blog é Seu disse...

Agregador de links. www.oblogeseu.rionews.ws

Postar um comentário